A Tenuta del Buonamico é da família Fontana, e seus vinhos são considerados entre os melhores de Montecarlo.

Para melhorar ainda mais seus vinhos, Giulio Magnani, um enólogo experiente e apaixonado de Montecarlo, proprietário da fazenda Marchi-Magnani, viajou para a França por volta do ano de 1870 para estudar as variedades de uvas e as técnicas de vinificação dos “amigos franceses”, que já produziam vinhos altamente valorizados mesmo fora das fronteiras de seu país. De Bordeaux, levou a Montecarlo as uvas Sauvignon Blanc, Semillon, Merlot, Cabernet Franc e Cabernet Sauvignon. Ele também adquiriu Roussanne e Syrah enquanto viajava pela região do Rhône, além de Pinot Grigio e Pinot Bianco da Borgonha.

Quando ele voltou para casa, experimentou as porcentagens certas de cada uva a ser misturada com Trebbiano, e começou a produzir vinhos de alta qualidade, que conquistaram vários prêmios na Itália e no exterior. O vinho era então conhecido como “Chablis de Montecarlo”.

Os vinhos de Montecarlo se tornaram objetos de desejo nas mesas mais famosas e foram escolhidos para celebrar o casamento do príncipe Umberto di Savoia e Maria Josè em Quirinale, em 1930.

A Tenuta del Buonamico fica a sudoeste de Montecarlo, na área de Cercatoja, e abrange 100 hectares, 48 dos quais dedicados a vinhedos. Fundada por renomados restaurateurs de Turim no início de 1960, tinha como objetivo abastecer seus restaurantes com vinhos de Montecarlo.

Conheça os vinhos